Início » Tratamentos para obesidade » Cirurgia Revisional

Cirurgia Revisional

O procedimento

Após a cirurgia bariátrica, em torno de 10% a 20% dos pacientes voltam a ganhar peso. Este reganho apresenta várias causas e geralmente é chamado de multifatorial.

Vários fatores são implicados no reganho de peso pós-bariátrica como sedentarismo, perda do seguimento pós operatório com a equipe multidisciplinar, indicação errônea da técnica cirúrgica, cirurgia realizada com algum defeito técnico, fístula gastrogástrica, medicamentos que reduzem o gasto energético diário e aqueles que aumentam o apetite, transtornos psiquiátricos, hábito de beliscar carboidratos, perda muscular acentuada com redução importante da taxa metabólica basal, fatores hormonais (ghrelina, leptina, PYY e GLP-1), genética positiva para obesidade, sais biliares, microbiota intestinal e p erda da restrição e da saciedade com a dilatação da anastomose gastrojejunal (AGJ) e/ou do pouch gástrico.

Estes pacientes devem obrigatoriamente retornarem para a equipe multidisciplinar como nutricionista, psicóloga e/ou psiquiatra, endocrinologista, retornar à atividade física regular e obrigatoriamente ser investigado com uma anamnese detalhada e alguns exames como endoscopia digestiva, exames de sangue e, se necessário, raio X contrastado, tomografia com reconstrução gástrica 3D e volumetria gástrica, cintilografia de esvaziamento gástrico.

Baseado nestes aspectos e exames, o paciente pode ser conduzido para o tratamento clínico apenas, ou para tratamento endoscópico com o plasma de argônio e a sutura endoscópica ou a própria cirurgia revisional.

A cirurgia revisional pode ser indicada nas seguintes situações:

  • Melhora nutricional: naqueles pacientes desnutridos, com deficits nutricionais e vitamínicos;
  • Tratamento de complicações: úlceras, fístulas gastrogástricas, refluxo severo e intratável, Dumping, oclusões intestinais;
  • Peso: reganho ou perda insuficiente;
  • Diabetes: naqueles com controle metabólico inadequado.

Nos casos de pacientes com Sleeve que reganharam peso, quando se opta pela cirurgia revisional, podemos realizar:

  • Re-Sleeve: Refazer o Sleeve, afinando mais o estômago;
  • Converter para Bypass Gástrico: Ajuda muito a reduzir o refluxo após o Sleeve, porém a perda de peso é pequena com este método;
  • Converter para Duodenal-Switch / SADI-S: Melhor método para reduzir o peso e tratar comorbidades que possam ter reaparecido como diabetes, hipertensão arterial e dislipidemia.

Já nos casos de Bypass Gástrico que reganharam peso, geralmente são indicados os tratamentos endoscópicos, porém a cirurgia revisional pode ser bem indicada:

  • Fístula gastrogástrica: comunicação anormal entre o estômago operado chamado de pouch e o estômago excluído, fazendo com que o alimento siga o trajeto antigo e seja completamente absorvido;
  • Transformar o Bypass Gástrico usual em distal, isto é, reduzir o intestino responsável pela absorção dos alimentos, fazendo com que se absorva menos e desta maneira perde-se peso;
  • Converter o Bypass Gástrico em Duodenal Switch / SADI-S: procedimento que leva à menor absorção dos alimentos e nutrientes;
  • Colocação de anel restritivo de silicone ou banda gástrica ajustável no estômago para trazer mais restrição ao se alimentar.

Deixe seu depoimento
em nossas redes sociais

Mensagem recebida, em breve entraremos em contato

6 + 14 =